A importância do zagueiro argentino Walter Kannemann é indiscutível na história e no momento do Grêmio. A garra, vontade e determinação em campo são notórios. A liderança dentro e fora de campo é seguidamente citada por jogadores e comissão como exemplo a ser seguido, mas ultimamente o número excessivo de cartões do capitão tem preocupado o time.

Em 2023, Kannemann entrou em campo 21 vezes e levou 12 cartões amarelos, além de dois vermelhos. O último vermelho inclusive foi no clássico Gre-Nal na Arena. Na atual edição do Brasileirão, ele levou seis amarelos em sete jogos, acumulando já duas suspensões neste início da campanha.

Na última temporada, em 2022 na Série B, ele teve lesões que o prejudicaram na equipe. Em oito jogos ele levou três amarelos e um vermelho. Dois anos atrás, em 2021, na campanha do rebaixamento do Grêmio, Kannemann atuou em 21 jogos, tomando nove cartões amarelos e um vermelho.

Por este motivo, tem sido comum ver o argentino fora de algum compromisso por suspensão, o que pode preocupar no longo prazo, por todos os fatores já citados acima. Após o último duelo, Renato o comparou com “um leão com fome preso na jaula”, destacando sua dedicação em campo.

No atual elenco de Renato Portaluppi, além do argentino no setor defensivo, estão Geromel, que segue recuperação de lesão, Bruno Alves, Bruno Uvini, Gustavo Martins e Natã. O ídolo Tricolor tem contrato até o final desta temporada.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Whats da Rádio Ole
Enviar mensagem
X