O número de mortes causadas pela catástrofe, que deixa o Rio Grande do Sul em estado de calamidade pública, chega a 83, de acordo com o último boletim divulgado pela Defesa Civil na manhã desta segunda-feira (6). Há ao menos 11 pessoas desaparecidas. O governo gaúcho contabiliza, ainda, 345 municípios e 850 mil pessoas afetados pelas enchentes.

Até o momento, estão seguras em abrigos quase 20 mil vítimas das cheias. 276 ficaram feridas e 121.957 desalojadas, informam os dados das autoridades.

Veja, abaixo, a relação de óbitos por município:

Óbitos confirmados: 83
Bento Gonçalves (3)
Boa Vista do Sul (2)
Bom Princípio (1)
Canela (2)
Canoas (1)
Capela de Santana (1)
Capitão (1)
Caxias do Sul (5)
Cruzeiro do Sul (8)
Encantado (2)
Farroupilha (1)
Forquetinha (2)
Gramado (7)
Itaara (1)
Lajeado (5)
Montenegro (1)
Pantano Grande (1)
Paverama (2)
Pinhal Grande (1)
Porto Alegre (2)
Putinga (1)
Roca Sales (2)
Salvador do Sul (2)
Santa Cruz do Sul (2)
Santa Maria (5)
São João do Polêsine (1)
São Leopoldo (1)
São Vendelino (2)
Segredo (1)
Serafina Corrêa (2)
Silveira Martins (1)
Sinimbu (1)
Taquara (2)
Três Coroas (1)
Vale do Sol (1)
Venâncio Aires (3)
Vera Cruz (1)
Veranópolis (5)

Óbitos em que é apurada a relação com eventos meteorológicos: 4
Caxias do Sul (1)
Pinhal Grande (1)
Santa Maria (1)
Três Coroas (1)

Alertas

A Defesa Civil disponibiliza serviço para que as pessoas recebam alertas meteorológicos. Para isso, é necessário enviar o CEP da localidade por SMS para o número 40199. Em seguida, uma confirmação é enviada, tornando o número disponível para receber as informações sempre que elas forem divulgadas.

Também é possível se cadastrar via aplicativo Whatsapp. Para ter acesso ao serviço, é necessário se registrar pelo telefone (61) 2034-4611 ou clicando aqui. Em seguida, é preciso interagir com o robô de atendimento enviando um simples “Oi”. Após a primeira interação, o usuário pode compartilhar sua localização atual ou qualquer outra do seu interesse para, dessa forma, receber as mensagens que serão encaminhadas pela Defesa Civil estadual.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Whats da Rádio Ole
Enviar mensagem