Os clientes da concessionária CSG podem participar de programas de desconto no valor da tarifa dos pedágios free flow. Cinco novos pórticos entraram em operação no último 30, e outro ponto já está funcionamento desde dezembro.

A cobrança eletrônica, sem cancelas e sem filas, é nos dois sentidos das rodovias ERS-122, ERS-240 e ERS-446, entre o Vale do Caí e a Serra Gaúcha. Os pontos de cobrança estão nas cidades de Antônio Prado (ERS-122 – km 108,2), São Sebastião do Caí (ERS-122 – km 4,6), Farroupilha (ERS-122 – km 45,5), Ipê (ERS-122 – km 151,9), Capela de Santana (ERS-240 – km 30,1) e Carlos Barbosa (ERS-446 – km 6,5).

Além dos 5% do Desconto Básico de Tarifa (DBT), o Desconto de Usuário Frequente (DUF) possibilita descontos graduais maiores, conforme o número de passagens, que podem chegar a 15% (considerando apenas ida e não a volta). Com 20 passagens no mesmo pórtico e sentido da rodovia e dentro de um único mês, os valores das tarifas alcançam, progressivamente, 20%.

Nesta modalidade, é preciso atentar quais categorias integram o programa e o tipo de cadastro necessário para receber o benefício. No caso de clientes que tenham tags, os veículos que têm garantia das vantagens são automóvel, caminhonete, furgão, automóvel com semirreboque e caminhonete com semirreboque.

Já clientes que utilizam o aplicativo “CSG FreFlow” ou o site freeflow.csg.com.br, os descontos são válidos para automóvel, caminhonete, furgão, automóvel ou caminhonete com semirreboque, motocicletas, triciclos, motonetas e bicicletas-moto que estejam cadastrados.

Todos os descontos são concedidos aos veículos com tag válida ou quando pagos dentro do prazo de 15 dias e não é acumulativo de um mês para outro. Os enquadramentos podem ser conferidos em csg.com.br/free-flow.

Entenda como é a progressão dos descontos DUF

Com o Desconto para Usuários Frequentes (DUF), os ganhos iniciam a partir de quatro até sete passagens dentro do mês e garantem ao motorista mais 5% de redução no preço, além dos 5% do Desconto Básico de Tarifa (DBT), atingindo 10%. Entre 8 e 11 passagens o benefício passa para 7,5%, totalizando 12,5%. Entre 12 e 15 passagens o abatimento é de 10% e no somatório fica 15%; enquanto que entre 16 e 19 passagens o percentual é de 12,5% totalizando 17,5%. Por fim, a partir da 20ª passagem, o motorista atinge 15%, que é o máximo de desconto, somando 20%.

Em caso de dúvidas, os motoristas podem entrar em contato pelo e-mail cac@csg.com.br ou pelo telefone 0800.122.0240, com atendimento 24h. Presencialmente, também é possível buscar auxílio nas sete bases de atendimento da CSG, em Ipê, Flores da Cunha, Farroupilha, Bom Princípio, São Sebastião do Caí e Capela de Santana.

Os descontos do DUF em cada pórtico

São Sebastião do Caí (ERS- 122 km 4,6) – tarifa R$ 12,30*

Entre uma e três passagens, o motorista recebe um único desconto de 5%, totalizando R$ 11,69 em cada. Entre quatro e sete passagens o pagamento de cada uma delas será de R$ 11,07; entre oito e 11, R$ 10,76; entre 12 e 15, R$ 10,46; entre 16 e 19, R$ 10,15, e a partir de 20ª cada um será de R$ 9,84. Com 20 passagens num único sentido, num único pórtico e em um mesmo mês e sendo a mesma categoria de veículo, estando cadastrado, pagaria R$ 214,64 ao invés de R$ 246,00, um desconto de R$ 31,36.

Capela de Santana (ERS-249 km 30,9) – tarifa R$ 9,00*

Entre uma e três passagens, o motorista recebe um único desconto de 5%, totalizando R$ 8,55 em cada. Entre quatro e sete passagens o pagamento de cada uma delas será de R$ 8,10; entre oito e 11, R$ 7,88; entre 12 e 15, R$ 7,65; entre 16 e 19, R$ 7,43, e a partir da 20ª cada uma será de R$ 7,20. Com 20 passagens num único sentido, num único pórtico e em um mesmo mês e sendo a mesma categoria de veículo, estando cadastrado, pagaria R$ 157,05 ao invés de R$ 180,00, um desconto de R$ 22,95.

Antônio Prado e Ipê (ERS-122 nos km 108,2 e 151,9) – tarifa R$ 8,60*

Entre uma e três passagens, o motorista recebe um único desconto de 5%, totalizando R$ 8,17 em cada. Entre quatro e sete passagens o pagamento de cada uma delas será de R$ 7,74; entre oito e 11, R$ 7,53; entre 12 e 15, R$ 7,31; entre 16 e 19, R$ 7,10, e a partir da 20ª cada uma será de R$ 6,88. Com 20 passagens num único sentido, num único pórtico e em um mesmo mês e sendo a mesma categoria de veículo, estando cadastrado, pagaria R$ 150,07 ao invés de R$ 172,00, um desconto de R$ 21,93.

Carlos Barbosa (ERS- 446 km 6,5) – tarifa R$ 9,90*

Entre uma e três passagens, o motorista recebe um único desconto de 5%, totalizando R$ 9,41 em cada. Entre quatro e sete passagens o pagamento de cada uma delas será de R$ 8,91; entre oito e 11, R$ 8,66; entre 12 e 15, R$ 8,42; entre 16 e 19, R$ 8,17, e a partir da 20ª cada uma será de R$ 7,92. Com 20 passagens num único sentido, num único pórtico e em um mesmo mês e sendo a mesma categoria de veículo, estando cadastrado, pagaria R$ 172,76 ao invés de R$ 198,00, um desconto de R$ 25,24.

Farroupilha (ERS-122 km 45,5) – tarifa R$ 10,70*

Entre uma e três passagens, o motorista recebe um único desconto de 5%, totalizando R$ 10,17 em cada. Entre quatro e sete passagens o pagamento de cada uma delas será de R$ 9,63; entre oito e 11, R$ 9,36; entre 12 e 15, R$ 9,10; entre 16 e 19, R$ 8,83, e a partir da 20ª cada uma será de R$ 8,56. Com 20 passagens num único sentido, num único pórtico e em um mesmo mês e sendo a mesma categoria de veículo, estando cadastrado, pagaria R$ 186,72 ao invés de R$ 214,00, um desconto de R$ 27,28.

* Tarifas básicas para a categoria 1 (automóvel, caminhonete e furgão). Demais valores devem ser conferidos em csg.com.br/utilidades-ao-usuario

Sobre a concessão da CSG

O conjunto de estradas concedidas da CSG representa 271,5 km. Iniciado em fevereiro de 2023, o contrato de 30 anos prevê investimentos superior a R$ 4,6 bilhões, em obras de duplicação em 120 quilômetros, implantação de 59,96 quilômetros de terceiras faixas, ampliação da segurança viária e sinalização, atendimento 24 horas, manutenção, entre outras ações. Somente no primeiro ano de operação da concessionária, que precedem a cobrança desses novos pontos de pedágio, foram investidos mais de R$ 270 milhões nas rodovias do Vale do Caí e Serra Gaúcha. Em 2024, estão estimados R$ 220 milhões em investimentos. Os recursos privados aplicados nas obras são frutos da arrecadação dos pedágios nas estradas administradas pela CSG.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Whats da Rádio Ole
Enviar mensagem