A ministra do Meio Ambiente e Mudança do ClimaMarina Silva, afirmou nesta terça-feira (17) que há 120 milhões de pessoas passando fome no país. A declaração foi dada em Davos, na Suíça, onde ocorre o Fórum Econômico Mundial. O número equivale a mais da metade da população do Brasil.

Dados da pesquisa Efeitos da pandemia na alimentação e na situação da segurança alimentar no Brasil, divulgados em abril de 2021, apontaram que 125,6 milhões de pessoas no país não comiam em quantidade e qualidade ideais desde o surgimento da Covid-19. O levantamento foi coordenado pelo Grupo de Pesquisa Alimento para Justiça: Poder, Política e Desigualdades Alimentares na Bioeconomia.

Na pesquisa, foram utilizadas perguntas direcionadas para maiores de idade da Ebia (Escala Brasileira de Insegurança Alimentar). Se o entrevistado respondesse “sim” para ao menos uma delas, já era classificado como vivendo em insegurança alimentar. Uma das questões perguntava: “Nos últimos três meses, os moradores tiveram preocupação que os alimentos acabassem antes de poderem comprar ou receber mais comida?”

O número de 120 milhões é, no entanto, bastante distante dos 33 milhões apontados por levantamento da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Pensann) — o estudo foi feito em parceria com seis entidades e ONGs, e divulgado no ano passado.

Os 33 milhões se referem ao que está definido no termo técnico “insegurança alimentar grave”, quando uma família passa fome por falta de dinheiro para comprar alimentos, faz apenas uma refeição ao dia ou fica sem comer um dia inteiro. O dado apresentado pela ministra, portanto, depende do que se interpreta como “passar fome”.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Whats da Rádio Ole
Enviar mensagem