Jaqueline Tedesco, de 26 anos, faleceu nesta sexta-feira (15) na Santa Casa de Rio Grande, onde estava internada desde o último sábado (9). Ela teve 30% do corpo queimado em um incidente durante a celebração de sua formatura em Direito pela Universidade Federal de Rio Grande – FURG, em um restaurante também localizado em Rio Grande. Seu corpo será transladado para Garibaldi, cidade em que morou desde sua infância, onde ocorrerá o velório.

Natural de Planalto, Jaqueline mudou-se para Garibaldi com a família e estudou na Escola Attílio Tosin e no Instituto Estadual Professora Irmã Teofânia antes de ingressar na FURG. No sábado (9), ela comemorava sua conquista ao lado de familiares e amigos quando um acidente com o equipamento de fondue resultou em queimaduras graves em seu queixo, peito, braços e mãos.

De acordo com relatos da família à polícia, uma garrafa de álcool explodiu quando uma funcionária do restaurante tentava reabastecer o aparelho de fondue. Segundo o estabelecimento comercial o “incidente ocorreu nо reabastecimento do rechaud, o qual continha resquício de chama, resultando no espalhamento e ferimento em uma de nossas colaboradoras e cliente”.

Apesar de jovem, Jaqueline já carregava consigo uma grande representatividade. Ela foi uma figura importante como a quarta indígena a se formar em Direito pela universidade e a primeira mulher indígena a ocupar a coordenação-geral do Diretório Central de Estudantes.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Whats da Rádio Ole
Enviar mensagem