A Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal) investiga se o brasileiro Márcio Rodrigues da Silva, de 44 anos, foi vítima de tráfico de pessoas na Europa. O suposto negócio empresarial pelo qual Rodrigues viajou à Suíça pode ter sido uma isca para atraí-lo.

O caso está sendo tratado sob sigilo, visto que as investigações entre os países envolvidos continuam e há troca de informações entre polícias pelo banco de dados da Interpol.

Márcio teria conseguido escapar de um cativeiro na Espanha. A informação foi divulgada pela família do empresário na quarta-feira (22) e confirmada pela polícia suíça. De acordo com familiares de Márcio, apesar de debilitado, o empresário está bem. O paradeiro atual não está sendo divulgado por questões de segurança.

Empresário em Itupeva, no interior de São Paulo, ele foi para a Suíça no dia 7 deste mês em uma viagem de negócios. Ele ficou desaparecido até a última terça-feira (21), quando conseguiu fazer contato com familiares.

Márcio é especializado em ministrar treinamentos motivacionais e de vendas. Segundo a sua esposa, Ana Lúcia, ele iria encontrar um homem que fala espanhol para ser seu tradutor.

Mas, depois desse encontro, teria enviado uma mensagem chorando para a mulher, dizendo que havia caído em uma “cilada”. Em seguida, o celular ficou sem sinal e a esposa perdeu o contato. Segundo a família, o passaporte do brasileiro foi confiscado.

Tráfico na Espanha

Na semana passada, a Polícia Nacional da Espanha deflagrou a Operación Cousos, acompanhada pela Polícia Federal do Brasil, e conseguiu resgatar duas brasileiras, além de prender dois brasileiros suspeitos de praticar tráfico de pessoas para a Europa.

No dia 14, uma vítima foi resgatada na cidade de Oviedo e outra La Coruña, mesma região onde os dois brasileiros suspeitos do crime foram encontrados e detidos.

As mulheres brasileiras foram identificadas como vítimas da atuação da organização criminosa, que também agia na França e Suíça, segundo a Polícia Federal. Elas foram cooptadas com promessas de emprego.

A Polícia Federal investiga se, caso confirmado tráfico de pessoas no caso de Márcio Rodrigues, se há relação com essa mesma rede que já é investigada no Brasil.

Há investigações em andamento em São Paulo, Goiás e Brasília contra o mesmo grupo ou correlatos. A Divisão de Repressão ao Tráfico de Pessoas e Contrabando de Migrantes da Polícia Federal de Brasília acompanha as diligências.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Whats da Rádio Ole
Enviar mensagem