João recebeu de volta o Joca, o grande companheiro dos últimos cinco anos, morto.

“Sempre foi eu e ele, sempre, Ele foi minha melhor escolha, e agora ele foi embora”, lamenta João Fantazini Junior, tutor do cachorro Joca.

O cachorro da raça Golden Retriever morreu depois de ser transportado de avião para o lugar errado.

O tutor saiu num voo de São Paulo com destino a Sinop, no Mato Grosso, nesta segunda-feira (22) de manhã – uma viagem de 2h45. Mas Joca foi embarcado em outro voo e chegou em Fortaleza, no Ceará – depois de 3h30.

Imagens mostram um funcionário da empresa dando água ao animal na pista do Aeroporto de Fortaleza.

João conta que Joca foi colocado de volta a São Paulo. Mais uma viagem de 3h30. O cachorro chegou às 16h20 e já estava morto, quase 12 horas depois das imagens feitas antes do primeiro embarque.

No atestado de óbito, a causa da morte consta como parada cardiorespiratória a esclarecer.

Em nota, a Gol afirmou que houve uma falha operacional e que após o pouso em Guarulhos, foi surpreendida pelo falecimento do animal. A empresa disse ainda que está dando suporte ao tutor, apura o que ocorreu e que lamenta profundamente a perda do animal de estimação.

A família procurou a polícia, que registrou o caso como crime de abuso a animais. A mãe e a irmã do tutor do Joca disseram que João não teve condições de ir porque está muito abalado.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Whats da Rádio Ole
Enviar mensagem