Os médicos tentaram reanimá-la, mas a bebê sofreu uma parada cardíaca e morreu

Uma bebê de um ano morreu, com sinais de abuso sexual e agressões, na segunda-feira, 05/02.

A menina foi atendida no Hospital da Restinga, na zona sul de Porto Alegre, por volta de 19h, após ser socorrida pela tia, que encontrou a criança desacordada e com ferimentos pelo corpo. Os médicos tentaram reanimá-la, mas a bebê sofreu uma parada cardíaca e morreu.

No hospital, os médicos constataram dilaceração nas partes íntimas da criança. Desconfiados de abuso sexual, acionaram a Brigada Militar. Aos policiais, a tia relatou que chegou em casa para tomar conta da criança à noite porque a mãe estava trabalhando e já a encontrou desacordada.

Quem estava com a menina até então era o padrasto, segundo a BM. O homem de 22 anos, que tem antecedentes por lesão corporal, ameaça e agressão, foi detido pelos policiais por suspeita de estupro de vulnerável e homicídio qualificado. Ele foi encaminhado à Polícia Civil.

O homem teria acionado a irmã (tia da criança), alegando que a bebê havia se engasgado.

O corpo da menina será submetido a exame de corpo de delito. O caso será investigado pela Divisão Especial da Criança e do Adolescente da Polícia Civil.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Whats da Rádio Ole
Enviar mensagem