Na manhã desta segunda-feira (11/03), a balsa responsável pela travessia do rio Taquari entre os municípios de Santa Tereza e São Valentim do sul ficou parada pelo menos por seis horas. Filas de carros, motoristas revoltados e falta de informação sobre a retomada do serviço eram notados no local.

Um dos motoristas que estavam no local desde às 6h da manhã de hoje era José Carlos Franceschini, morador de São Valentim, conta que desde domingo a embarcação já apresentava problemas. “O rebocador não está funcionando. Tem um que não tem força para tocar a balsa e o outro estragou a hélice”, apontou.

Para Lisandro Bassani, que também aguardava a retomada da travessia, contou que a situação de quem necessita atravessar o rio Taquari pela balsa está muito complicada. “Estou aqui desde às 9h30m e agora já é praticamente meio-dia e uma vez por semana dá problema assim, ou tranca carro sem bateria, ônibus, ou estraga a balsa, o rebocador. Ontem estava em 82 posições de carros para subir na balsa. Foi uma fila de espera de duas horas e meia a três horas”.

A Lacel Estaleiro, empresa responsável pela balsa enviou nota na manhã de segunda dizendo o seguinte:

“Durante o final de semana, observamos um aumento significativo no nível e na correnteza do rio Taquari, o que tem dificultado a travessia em operação devido à presença de vegetação e destroços sendo levados pela corrente. Durante uma dessas manobras, o hélice do rebocador foi danificado devido ao impacto de restos de árvores, resultando em avarias e problemas mecânicos.

Estamos acoplando o rebocador reserva e trabalhando para resolver a situação o mais brevemente possível.

Atenciosamente,
Equipe Lacel”

Nossa equipe tentou contato telefônico por diversos contatos da empresa, porém nenhum foi atendido.

No final desta manhã, a balsa já estava funcionando.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Whats da Rádio Ole
Enviar mensagem